2016 Abril

Estreia portuguesa de “Incipit” com a OSP

phpThumb_generated_thumbnailjpg-1Incipit, para orquestra sinfónica, foi escrita em 2015 em resposta a uma encomenda da OPART para comemorar o 450º aniversário da fundação da cidade do Rio de Janeiro. Depois da estreia mundial em Junho do mesmo ano, interpretada pela Orquestra Sinfónica Brasileira na Cidade das Artes e no Theatro Municipal, Incipit terá agora a sua estreia portuguesa no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, interpretada pela Orquestra Sinfónica Portuguesa sob direcção de Joana Carneiro.2d00f050639d8691cf325d1406df415e

Este concerto decorrerá no dia 15 de Maio às 17.00h, seguindo-se outra récita no Porto, Casa da Música, a 25 de Junho. Clique aqui e aqui para mais informações sobre estes dois concertos.

“O Sotaque Azul das Águas” – estreia brasileira com a OSESP

Malkki & Tinoco, Feb. 2016 - © Orlando Almeida

Malkki & Tinoco, Feb. 2016 – © Orlando Almeida

Depois da estreia absoluta, no passado mês de Fevereiro, com a Orquestra Gulbenkian dirigida por Susanna MalkkiO Sotaque Azul das Águas terá a sua primeira audição brasileira na magnífica Sala São Paulo.

Co-encomendada pela OSESP e pela Orquestra Gulbenkian, a mais recente partitura sinfónica de Tinoco poderá ser agora escutada em três concertos com a Orquestra Sinfónica do Estado de São Paulo, dirigida por James Gaffigan, nos dias 5, 6 e 7 de Maio. Clique aqui para mais informações e clique aqui para ver um vídeo.

conductor James Gaffigan

conductor James Gaffigan

Dedicada a Ben e Alrun Almeida Faria,  O Sotaque Azul das Águas nasceu de um desafio conjunto de duas orquestras separadas por um oceano mas unidas por uma língua comum. Nas notas de programa que assinou para esta peça, Tinoco explica que (…) não pretendendo estabelecer qualquer relação directa com acontecimentos históricos – mais ou menos distantes no tempo – ou com fontes de inspiração geográfica, visual, musical, etc., o meu primeiro impulso foi, contudo, no sentido de revisitar a poesia do poeta brasileiro Manoel de Barros [1916-2014]. (…) De certo modo, a ligação nasce e termina no momento inicial, ou seja, no impacto causado pela beleza de uma imagem que nos transporta para uma cor e suas cambiantes (de um azul escuro e profundo a outras matizes mais claras e luminosas. (…) 

Sala São Paulo

Sala São Paulo

Zapping e Short Cuts em Portugal e Reino Unido

Depois da recente apresentação de Short Cuts (versão de percussão) no Centro Cultural de Belém, a versão original desta peça será agora ouvida no Reino Unido, interpretada pelo Quarteto de Saxofones Apollo a 28 de Maio, 19.30h, nos Concertos de Verão de Alwinton. Para mais detalhes sobre este recital clique nesta ligação. Para ver um vídeo com o Quarteto Apollo a interpretar Short Cuts, clique aqui.

Apollo Saxophone Quartet

Apollo Saxophone Quartet

Neste mesmo dia (28), às 17.00h, no Auditório Vianna da Motta da Escola Superior de Música de Lisboa, a Orquestra Sinfónica da ESML dirigida por Vasco Pearce de Azevedo irá interpretar Zapping – para orquestra. Esta peça foi escrita por Luís Tinoco em 2004 em resposta a uma encomenda do Teatro S.Carlos para celebrar as últimas sinfonias de Haydn e Mozart. O programa de concerto da Orquestra ESML incluindo Zapping volta a ser apresentado no dia 29 de Maio, no Teatro da Trindade em Lisboa.

Peças de Percussão tocadas no Luxemburgo e Lisboa

Duas peças de percussão compostas por Luís Tinoco serão em breve tocadas em Lisboa e no Luxemburgo, começando com a estreia luxemburguesa de Mind the Gap, para marimba solo, uma peça dedicada a Pedro Carneiro em 2000 e que será tocada pelo próprio no primeiro dia do Festival de Marimba Zeltsman, a 16 de Maio às 19.30h. Clique aqui para ouvir Pedro Carneiro a interpretar o segundo andamento desta peça.

© photo by David Rodrigues

© photo by David Rodrigues

Mais tarde, a 22 de Maio, às 17.00h no Centro Cultural de Belém, o grupo Percussões da Metropolitana (formado por Marco Fernandes, Andreu Rico e alunos da Metropolitana) irá interpretar Short Cuts (f), para quarteto de percussão. Clique aqui para mais informações sobre este recital e aqui para ouvir o Grupo Pulsat a interpretar Short Cuts.

Stratos Quartett interpreta “Lugares Esquecidos”

Stratos_Quartett_profile_2016No próximo dia 5 de Maio, em Pribram, no Festival Antonin Dvorak, o Quarteto Stratos irá apresentar a primeira audição Checa de “Lugares Esquecidos“. Esta peça foi escrita em 1998 em resposta a uma encomenda do Serviço Acarte da Fundação Gulbenkian e teve a sua estreia nesse mesmo ano, interpretada pelo Quarteto de Moscovo. Mais tarde, foi gravada em CD pelos músicos do Ensemble Lontano. Clique aqui para ouvir um excerto.

Os Stratos Quartett é constituído por Katharina Engelbrecht (violino), Magdalena Eber (viola), Jan Ryska (violoncelo) e Mari Sato (piano)