2016 Maio

“Centauro” – Nova colaboração com a CNB

cnb_carnaval_home_page_v02_1464881604Depois de uma primeira colaboração em Novembro de 2014, escrevendo a música para Lídia, com coreografia de Paulo Ribeiro, Luís Tinoco compôs uma nova partitura para a mais recente produção da Companhia Nacional de BailadoCarnaval – uma fantasia sobre ‘O Carnaval dos Animais’, de Camille Saint-Saens. Esta nova produção, com coreografia de Victor Hugo Pontes e direcção musical de Cesário Costa à frente da Orquestra Sinfónica Portuguesa, juntou um grupo de 12 compositores Portugueses que escreveram a música para quadros individuais que serão intercalados com os andamentos da obra de Saint-Saëns: Sérgio Azevedo, Carlos Caires, Eurico Carrapatoso, Andreia Pinto Correia, Nuno Corte-Real, Pedro Faria Gomes, Mário Laginha, João Madureira, Carlos Marecos, Daniel Schvetz, Luís Tinoco e António Pinho Vargas. Centauro – Quíron é o título do andamento composto por Tinoco. Carnaval_ensaios

Carnaval terá a sua estreia no dia 16 de Junho, às 21.00h, no Teatro Camões em Lisboa, seguida de mais sete récitas a 17, 18, 23, 24 e 25 (21.00h); e a 19 e 26 às 16.00h. Mais tarde, a 1 e 2 de Julho (21.30h e 19.00h, respectivamente) a CNB voltará a apresentar esta produção no Teatro Rivoli, na cidade do Porto. Clique aqui para mais informações.

Seara e Wierzba estreiam “Fogo” no Brasil

Entre os dias 07 e 17 de Junho, Joana Seara (voz) e Jan Wierzba (piano) apresentam uma digressão no Brasil dedicada a canções escritas por compositores portugueses e brasileiros. O programa inclui a estreia absoluta de Fogo, uma canção composta por Luís Tinoco sobre um poema de Almeida Faria, escrita em resposta a uma encomenda do mpmp.

Wierzba & Seara

Wierzba & Seara

As récitas decorrerão nos dias 07 (20:30h, Centro Cultural São Paulo); 08 (20.00h, Teatro Procópio Ferreira, Tatuí); 15 (19:00h, Embaixada de Portugal, Brasília); e 17 (20:00h, Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro). Para mais informações, clique aqui.

Zapping – Estreia espanhola

Alberto_RoqueDepois das recentes apresentações em Lisboa, pela Orquestra Sinfónica da ESML, Zapping (2004) terá agora a sua estreia espanhola com a Orquesta Sinfónica de Castilla y León, dirigida por Alberto Roque. O concerto terá lugar no dia 11 de Junho, às 12.00 e às 17.00h, integrado no ciclo ‘Concertos em Família’, no Centro Cultural Miguel Delibes, em Valladolid. zapping

Nas suas notas de programa sobre Zapping, Tinoco escreveu que (…) Esta peça procura responder ao estimulante desafio de me confrontar, hoje, com o século XVIII, reproduzindo musicalmente o espírito de zapping, tão característico da experiência contemporânea, em contextos variados. Não há, portanto, lugar ao desenvolvimento de materiais, nem tão pouco um discurso orgânico entre o início e a conclusão de uma narrativa. Zapping começa como começa e acaba como acaba. Mas podia não começar assim nem acabar assim. Por oposição a uma música que procura retirar as máximas consequências dos seus materiais, interessou-me, antes de mais (e durante 4’33″), explorar a ideia de velocidade e brevidade, tornando virtualmente impossível qualquer fixação da escuta. Neste contexto, as sinfonias Nº 102 em Sib Maior, de Haydn; e Nº 39 K.543, em Mib Maior, de Mozart; surgem como mero “pretexto” – ou, se quisermos, como ‘objets trouvés’. Neste trajecto será revelado, através de fragmentos de ambas as sinfonias, o meu zapping pessoal. (…)